Ser quem você é por inteiro

Foto
Em muitas ocasiões pessoas vão embora de nossas vidas e afirmam que estão indo porque descobriu que “você não era quem ela imaginava ser”. Em outras situações deixamos de expressar nossas opiniões ou tomar decisões porque “o que vão pensar de mim?”. Em diversos momentos perdemos oportunidades de ser quem somos porque o medo de revelar nossa essência se torna maior.

Para muitas pessoas o fato de demonstrar quem ela realmente é, se torna assustador. Não há um motivo especifico: medo, trauma, vergonha, timidez, são muitas as razões pelas quais elas se escondem. No entanto, é difícil compreender porque é tão complicado se expressar verdadeiramente. Ser quem você é por inteiro deveria ser lei inquebrável para as relações sociais.

Expectativas.

Você não precisa suprir as expectativas de quem ama você. E você também não deveria criar expectativas sobre quem você ama e se relaciona. A melhor maneira de mostrar isso a alguém é sendo sincero sobre quem você é. Contar sobre seus gostos, o que gosta de fazer, o que pensa, sua opinião política ou religiosa. Ser verdadeiro sobre seus defeitos. Tudo isso somado ao respeito mútuo do outro são valores essências para relacionamentos saudáveis.

O outro não pode cobrar por ações das quais não fazem parte de sua personalidade. Ao mesmo tempo você não precisa se sujeitar a fazer algo que não sinta vontade apenas para corresponder às expectativas de alguém. O mesmo acontece com as expectativas que você cria sobre alguém.

Naturalidade dos relacionamentos.

Relacionamentos são construídos por respeito e sinceridade. Abrir mãos de algo, em um dado momento, é natural das relações. No entanto, deve fluir com naturalidade e não porque o outro espera de você. Você não precisa se sentir culpado por ter decepcionado alguém, uma hora ou outra irá acontecer, porque nem sempre as expectativas serão correspondidas. E tudo bem, sabe? Porque expectativas não são reais, não são quem você é de verdade.

Para a paz interior é preciso construir relações no qual você esteja disposto e pronto para ser você – da pior e da melhor maneira. E nesse processo que o outro te aceite assim, do jeitinho que é. Compreendendo que você falhará, ele também, mas que estão dispostos a recompensar todos os erros e fazer dos acertos o maior motivo para ter um ao outro. Aqui, me refiro a todo tipo de relacionamentos possíveis.

Que o outro te olhe e enxergue quem você é por inteiro.

0 comentários:

Postar um comentário